Home » Dicas » Abadas Customizados Dicas: Saiba como Fazer, Passo a Passo

Abadas Customizados Dicas: Saiba como Fazer, Passo a Passo

A chegada do carnaval alegra anima e faz a gente sentir o último gostinho de férias. E nessa época nada melhor do que a folia, não é? Axé, muita festa, shows e micaretas e o que não pode faltar: o seu abada. Como sabemos que você quer fazer a diferença, esse artigo vai te ensinar a fazer o seu abada customizado e único. Você sabe de onde veio o abada?

Até os anos 60 os trajes carnavalescos eram as predominantes fantasias de pierrô, colombina, piratas, marinheiros e máscaras. Porém, por volta dos anos 70 essa indumentária carnavalesca evolui dando lugar às mortalhas. Estas são feitas de tecidos pesados em forma de um longo vestido sem magas com um corte lateral, da cintura para baixo, para facilitar a movimentação dos pés, vinha acompanhada de uma faixa para amarrar na cintura de acordo com a criatividade.

A utilização desse novo figurino era desconfortável, quente e muito incômoda pelo tecido que as fabricava. Inicialmente as cores dessa peça eram fúnebres como preto e roxo e tinham uma grande cruz tanto na frente quanto nas costas e um capuz como adereço. Com o passar do tempo, cores mais alegres foram aderidas como opção no uso das mortalhas, os emblemas de patrocinadores dos blocos então, começam a dar forma e design à mortalha. No final dos anos 70 alguns blocos aderem as mortalhas mais curtas (pouco abaixo do joelho) se rendendo um pouco às necessidades da folia.

Entre o fim dos anos 70 e começo dos anos 80 às mortalhas foram perdendo espaço para macacões e shorts. Em 1993 o Bloco Eva liderado pelo Asa de Águia lançaram a primeira versão do que hoje representa o abada. O kit que foi dado no show era composto por essa blusa comprida até as coxas reta e sem mangas, um short, uma tira de cabeça, um bateco e uma sacola com os dizeres “ô leva eu, Eva Eva, leva também o meu amor, Eva Eva e vamos juntos na avenida, é carnaval em Salvador”.

Em 1998 o mesmo bloco tenta lançar a beca de tecido bonito e curto nas mulheres, mas não obtém sucesso na adesão. Em 2010 o bloco lança a mesma beca como abada com os mesmos emblemas anteriores, porém com novas cores. Com o passar dos anos houve o aperfeiçoamento dos tecidos, inicialmente confeccionava-se com algodão e viscose. Atualmente usa-se poliéster um tecido que seca rapidamente melhor facilitando para que a transpiração não fique em contato com o corpo incomodando e etc.

Agora que sabemos um pouco mais sobre esses trajes carnavalescos tão utilizados, vamos aprender a personalizá-los? Aqui vão três modelos lindíssimos.

SOBREPOSIÇÃO
Materiais:
Regata Branca
Abada
Tesoura
Modo de fazer:
Peque seu abada e corte na altura da cintura, na altura do colo (de modo que descubra os ombros), remova uma manga e na outra faça um corte lateral para que se possa amarrar num lacinho. No lado oposto da manga com lacinho corte o próprio abada próximo à cintura e amarre outro lacinho, sobreponha à regata branca e está pronto. Muito fácil e original.
ABADA AREJADO

Materiais
Abada
Tesoura
Giz de Lousa Branco
Cola Para Tecido
Modo de fazer:
Pegue o abada, remova a gola e faça as seguintes marcas com o giz de lousa branco: Na frente recorte um decote de forma que ele contorne o colo em “v”. Ainda na frente faça linhas de 2 cm cada partindo das duas bordas e chegando à uma marcação de 10 cm do centro. Na parte de trás faça a mesma coisa, pois se você unir as linhas quando recortá-las o abada fica caído e feio. Recorte nas marcações. Com a sobra de tecido faça um lacinho e cole-o no decote na ponta do “v” com a cola de tecido. Está pronto e fica uma graça. No calor do verão, é a melhor coisa.
FRENTE ÚNICA
Materiais:
Abada
Tesoura
Giz de Lousa
Modo de fazer:
Para personalizar este abada é preciso que pegue-o e marque o decote em “v” de modo que remova também a gola, mas deixe duas alças para você poder amarrar a frente única, dessa forma você também já marca a remoção das mangas. Na parte de trás marque o excesso de tecido que sobrou deixando um bom decote nas costas. Recorte no que foi desenhado. Com a sobra de tecido faça pequenas tiras que você pode envolver e colar ou dar nós entre as alças e os seios e na cintura.

Com essas sugestões seu carnaval será muito mais colorido, personalizado e você com certeza vai se destacar. O Tem Dicas deseja uma boa festa pra você lembrando sempre de beber com responsabilidade e nunca somar bebida e direção.

escrito por Anah Goncalves

Autora de alguns dos textos do www.temdicas.com sempre pensando em você, procurando novidades, entretenimento e diversidade para todo tipo de público.

Deixe seu Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>